Forex Que E Fotografia Documental




Forex Que É Fotografia Documental5 documental de fotografa que no te puedes perder Entre todas as especialidades que englobou a fotografa, algumas de suas demonstracoes foram capazes de influenciar a cultura popular. Varias de ellas, como a fotografa callejera, o fotoperiodismo de guerra ou a fotografa documental, o filho das protagonistas de impressoes documentais de fotografa que compoem a continuacao: La muerte de Kevin Carter Kevin Carter foi um reportero grfico de origen sudafricano que comecou su Por fotografiar a difcil realidade do periodo durante os 80. Durante a viagem ao Sudao com as Nacoes Unidas, o jovem periodista realizou uma serie de documentos documentais, gravados pela historia: capte a instantnea de um bebe sudao malnutrido e aparentemente abandonado en O chao, junto a um buitre. Uma foto que le vali em 1993 el premio Pulitzer. A pesar de fato, a vida de Carter se hundi por completo: Mais esta foto decidiu mudar o reporterismo pela fotografia de natureza e comecar a receber dursimas crticas da opiniao pblica ante su supuesta indiferencia hacia o nio. Carter se saia da vida ao seu lado e nao poder soportar tanta presin. Os testemunhos e vivencias de sus amigos e as empresas que compoem o cargo sao Carter era uma pessoa emocionalmente inestable, arrastraba diversos conflitos pessoais e uma nova pesquisa. La presin mediatica foi determinante em su desenlace fatal. E certo que existe ms de uma teoria sobre a situacao que e viva aquele 11 de marco de 1993. O documental oferece todas as claves de aquella instantnea que cambi para siempre su vida. Queceri Estaba el nio realmente en peligro As muitas vidas de William Klein E considerado como um dos grandes da fotografa callejera, pero tambin como un artista tremendamente polifactico. William Klein contina disparando um sus 87 aos y leva em inigualavel cmara sempre a su lado, uma Leica que compre o reconhecido Henri Cartier-Bresson. Fotografo e cineasta, foi o melhor retratista da vida social neoyorquina durante o seculo XX. Apesar de ter desenvolvido a maior parte da carreira em Franca. Adems, percebendo a experiencia de peliculas e documentais, entre os que destaca o primeiro reportaje audiovisual sobre o mestre boxeador Muhammad Al. Klein protagoniza um documental no que e desnuda na forma de entender a disciplina, recorda os melhores momentos e mostra as ideias que contem aportando o mundo da fotografia. Como curiosidad, a revista Vogue confia public su trabajo. Voce esta procurando por outros produtos. As muitas vidas de William Klein podem considerar a biografia audiovisual do genial fotgrafo. No me llames fotografo de guerra O fotoperiodismo espanhol na historia de uma grande reputacao em torno do mundo. Muitos conflitos blicos han sido documentados por reporteros grficos espaolos, entre os que destaca o jovem Samuel Aranda. Ganador del Mundo Imprensa Foto em edicin de 2011. Es un documental protagonizado por varios fotografos espaoles con experiencia em zonas de conflito, especialmente Iraque, Libia e Africa. Samuel Aranda. Manu Brabo o Moiss Saman, entre outros, relatando experiencias em frentes de guerra, as dificuldades que levam este tipo de escolhas e repercussao psicologica sobre os fotografos. Adems, se descreve com precisin el camino que segue uma foto a partir do instante em que se toma ate o momento de publicar em um meio de comunicacao: os elementos que influenciam a hora de escolher o desarmar uma foto, porqu uma imagem transmite ms Que outras e os interesses mediaticos e economicos que, em muitas ocasiones, priman sobre a informacin. Nao me llames fotografo de guerra na confeicao dos miedos e esperancas destes codigos. Annie Leibovitz, a vida a travs de la cmara La estadounidense Annie Leibovitz tem a honra de ser a melhor pagada do mundo. Especialista na fotografia documental de celebridades, ha trabajado nas ms prestigiosas revistas do gnero: Vanity Fair, Vogue, Elle Leibovitz ha compartido estudo com grandes figuras de nosso tempo, entre as que destacam a reina Isabel II, Nelson Mandela, a actriz Meryl Streep, o o Beatle John Lennon, que e uma foto de vida. A pesar de desenvolver a maior parte do trabalho com grandes estrelas chegar a documentar a gira americana dos Rolling Stones em 1975- Leibovitz tambin ha experimentado com a fotografa publicitaria e de paisajes. Ha dirigido destacadas campaas (Walt Disney, American Express, Copa do Mundo da Fifa), dejando su sello em cada una das suas. O seguinte documental, realizado em 1993 e dirigido por su hermana Barbara, e um recopilatorio de trabalhos, uma verdadeira introspeccao e uma imersao na cultura popular que logr criar com sus fotografas. Everybody Street Los aficionados a fotografa callejera no podis obviar este documental sobre a disciplina de Street Photography. Su argumento es muy claro: mostre a cidade de Nueva York a travs da visin de grandes papeis da historia. La urbe norte-americana e seguramente um dos estados interessantes para fazer este tipo de trabalhos. Um lugar que tem inspirado durante as cenas de centenas de copias dos momentos inigualables e nicos, simplesmente passeando por sus chamadas interminaveis. Como, com o documental como escaparate ideal da cidade, se a uma autentica exploradora da cinematografia da Gran Manzana com a fotografa como protagonista. Um documento grfico que pode ajudar a compreender melhor a natureza do tipo de arte e transmitir as sensacoes que se experimentam ao captar as fotos. Adems, se realizanamer entrevistas, algumas das personalidades da fotografia. Es o caso de Bruce Davidson ou Bruce Gilden. Membros histricos da agencia Magnum, que lograron retratar a personajes de as chamadas neoyorquinas e seus detalhes cotidianos. Outros, em cambio, se decantan por fotografia de escena musical, como Rick Powell. O serbio Vladimir Milivojevich. Que se centra no mundo de los drogadictos e pandilleros. Todos eles lograron captar momentos, escenas e situacoes nicamente e irrepetibles. Conferencia presente no marco das Jornadas de Fotografia Documental en Can Bast (Barcelona, ??Espaa) por Manel beda y Nria Gras. Ha pouco tempo que o trmino Documental o Documentalismo, ha cogido forca y se ha impuesto, sem sempre de forma acertada, por cima de lo que sempre temos chamado fotoperiodismo, que e o que e muitas vezes acabamos hablando quando falaamos de fotografa documental. Ha que recordar a fotografa periodica es, en s misma, un documento. O fotoperiodismo es, essencialmente, uma forma de fazer periodismo, o dito de outra moda, contar uma historia por imgenes. Por outra parte, a fotografa documental se pode entende em uma verdade muito grande, e queremos, etimolgicamente ms ajustada: - O monitor fotografico de uma obra de engenharia civil, e fotografa documental. - Las imgenes que un cirujano plstico faz do antes e o despus das operacoes que realizam, tambin lo son. - El album de familia, que e um objeto-documento preciado durante muitas generacoes no mbito familiar e agora, por um cambio nos usos e funcoes do meio, ha cado en desuso, tambin es un documento. - Tambin son fotografa documental las imgenes que tem servido para deixar constancia de atividades intelectuais, instalacoes o performances, fruto de corrientes conceptuais e de arte efmero. - Por nao falar de uma lista longa como os mdicos forenses, a polica cientfica, etc. Nao e nossa pretensin colocar as etiquetas ni definir os lmites, bastante desdibujados, da fotografa. Este e o nome da empresa, a empresa, a empresa, a empresa, a empresa, a empresa, a empresa, a empresa especializada, a empresa especializada, os especialistas em ciencia e tecnologia. Estes lmites, a menudo pretendidamente difundidos, han abierto debates ideolgicos e creativos apartes. No olvidemos que um dos mundos exponentes da fotografa documental a nivel internacional no nosso trabalho de matrimonio Becher, um trabalho formal e de documentacao de carcter, mas que tem, por cima de todo, uma grande consideracao de artes, ate o ponto de A criacao de uma corrente: a escola de Dusseldorff. Mais questionarios para que se apresentem matizando e definindo um pouco ms. Ser fotografo pode abarcar o conceito de trabalho de fotografo, pero tambin abarca uma dimensao muito ms amplia e profunda: a autora. Este e o nosso autor fotografo trasciende um cmo nos definimos profesionalmente, o dicho de otro modo, como nos ganamos la vida. O fotografo como autor tem uma liberdade total para exercer o controle e desenvolver o trabalho. Este trabalho pessoal nace de inquietudes, obsesiones o compromisos morales de su autor. E certo que temos exemplos de grandes fotoperiodistas que fazem muitos aos que estn fazendo um trabalho fotografico impressionante em pases en conflicto en todo el mundo, pero seguro que nao ha habra que pensar muito para citar alguns exemplos de cmo estes trabajos y fotografos han migrado de (Sebastiao Salgado, Gervasio Snchez, Walter Astrada, Clemente Bernard). E e que a necessidade de todos os tempos e os fotoperiodistas em entrar em circuitos que tradicionalmente tenham sido ajenos ao gnero, e isso e obrigatorio Uma redefinir a profesion e o trabalho. Em este sentido, a palavra Documentalista, parece querer definir um novo perfil de fotografo, um meio de caminho da profissao fotoperiaca e um tipo de fotografa para uma personalidade muito pessoal. O fotografo ja nao e (nao tem como objetivo) um cronista, e se redefinir como autor, uma figura com a entidade criativa, o trabalho por via direta de forma voluntaria, do rigor fotoperiodstico por aproximarse, uma vez ms , A estas fronteras desdibujadas entre o trabalho pessoal e a fotografa de compromisso social e de denuncia. Alem disso, e evidente que o que e o que e a definicao de todos os direitos de vida, exercendo uma mao-de-obra informativa. Son los notarios de hechos, a menudo dramticos, que sucedem em todas as partes, que sao sinais seriados invisiveis. Para o nosso (denominado), mundo e cultura, sana, e tarefa fundamental e fundamental. Desgraciadamente, e em geral, a fotografa profissional ha encadenado uma serie de circunstancias que a aborto a uma crise profunda. A Irrupcin da tecnologia digital criou pouco ms de uma cena, a crise dos meios impressos, a crise economica que levou os recortes importantes nos pressupostos das empresas (e em muitos casos do fim), e tambin, lo hemos decir, O intrusismo profesional. O pecado, por parte de alguns fotogramas, que pode ser o trabalho real, e aprovado por meios com poca tica e menos escrpulos. La trampa de no cobrar em um de um outro lado do editorial do autor do projeto, por outro lado, e o obrigatorio que o nome do autor conste na publicacin. E dizer, se regala o trabalho um cambio de nada. A nova situacin ha dejado ao setor e aos profissionais em um estado absolutamente precario, obrigando uma adaptacao, tanto do perfil e das prestacoes do fotografo, como do mercado proprio e os meios de transporte a uma visibilidade de design. En este novo escenario o fotografo deve reinventar e redefinir seu papel profissional e social. Internet e as redes sociais sao uma ferramenta que muitos fotografe han sabido aprovar para colocar a sua voz e experiencia no servico de uma comunidade de usuarios que criam cada uma em internet, em redes sociais e en vitrinas pessoais. Podramos pensar que dedicar tempo e construir um conteudo para o vermelho: artculos tcnicos, carteiras, crnicas de eventos, vdeos. E uma tarefa estranha, mas e uma forma de redefinir o perfil profissional, ganhar visibilidade e prestigio, acessar novos entornos e pessoas, de passo, novas oportunidades para profissionais. Nao ha nenhum tipo de documentacao, documentacao, fotoperiodista, artista., A partir de agora, o fotografo se permite converter em um gur, em uma marca, uma marca de avalanche pessoal por um grupo de opiniao no mercado inteiro, que Slo nos pode dar la red. Alguns exemplos de fotografos com Marca Personal que se han sabido posicionar e se enganar em este novo escenario (estn entre el pblico hoy aqu) son nuestro querido y ledo Paco Elvira, com o seu blog fotografico e gastronomico, que estren hace 3 Aos, e que atingiu a cifra record de 1.000.000 de pginas visitadas. En Tino Soriano, que e uma escola dentro e fora do vermelho, escreva um blog desde hace bastante tempo e organizou uma revolucin em Facebook ao criar um grupo (que a estas alturas conta com quase 5.000 membros) destinada a denunciar los abusos Que sufrimos los fotgrafos. Por si o interessa o grupo, se llama STOP CLAUSULAS ABUSIVAS EN LOS FOTOGRAFOS. O el caso de Aleix Sal, um anonimato dibujante de cmics, autor do vdeo Espaco onde explica na chave de humor corrosivo a crise da burbuja inmobiliaria en Espaa. O video no colegio em YouTube, e e uma noticia de 2.000.000 de pessoas em uma unica semana. David Airob, que tem o melhor blog TheWild Side em uma fonte de conhecimentos sobre edicin grfica y prensa. Filho por alguns exemplos muito proximo do fotografo do seculo XIX, um homem orquesta: tecnlogo, cronista, autor, gur, y sobre todo, relacionista pblico e vendedor ao servico de marca. Sin embargo, e volviendo de novo ao fotoperiodismo (discernido da enorme cajn de sastre que e o documentalismo), nao debemos olvidar que o fotoperiodismo ha entrado em un circuitos mucho ms minoritarios. Salas de exposicoes, galeras e museus, son unos excelentes canais de reconhecimento para autores, com a certeza de encontrar o objetivo de chegar de forma masiva a sociedade com a fin de denunciar, informa y educar. Em certo modo podramos decir, como conclusin final, que a entrada do fotoperiodismo nas galeras implica a prdida de su funcin primordial. Dando a ela a volta a uma configuracao de uma amiga, e prestigiosa gestoral cultural. Que deca que quando as vanguardias lleguem ao pueblo dejan de ser vanguardias. En este caso podramos dizer como a criacao de visualizacoes do fotoperiodismo filho das galerias e museus, o fotoperiodismo deja de cumprir com funcin. O conteudo do texto em vez de opinioes subjetivas que podem contrastar com a realidade, de qualquer forma, e uma realidade absoluta, dado que muitas das fontes son informacin de primeira mano e nao referentes bibliogrficos fiables. Las imgenes cumprem as informacoes uteis, as mais importantes de todas as partes interessam-se em direitos autorais. La ADMON Con a tecnologia de Blogger.