Um Livro B Livro Forex




Um Livro B Livro ForexO submundo escuro da negociacao forex. Brokers quotA Bookquot e quotB Bookquot explicaram. Artigo original por Jonathan Shapiro: Sydney Morning Herald. 21 de janeiro de 2015 I nvestors em todo o mundo havent perdeu seu apetite para o comercio na era pos-crise financeira. Mas em vez de jogar o sharemarket, eles se consideram comerciantes da moeda global. Isso tem impulsionado o crescimento do comercio varejista de cambio em uma industria de 380 bilhoes, dobrando desde 2007. A Australia tornou-se um hot-bed da industria em virtude de sua cultura comercial e como uma jurisdicao segura para os jogadores locais para se comercializarem Para comerciantes ao redor do mundo. Tal e a sua popularidade que o volume de negocios diario em alguns dos maiores corretores da Australias pode exceder o volume total de acoes em dinheiro da Bolsa de Valores da Australia em um determinado dia. Forex trading nao e novo, mas as plataformas eletronicas e extrema alavancagem, por vezes, tao elevado como 500 para um pode fazer o par EuroUS dolar como rebitar como punting em um estoque de moeda de um centavo. No entanto, apesar da sua crescente popularidade, alguns insiders sao inflexiveis o mundo da corretagem forex tem sido, e continua a ser, um negocio shifty. A tecnologia pode ter reduzido os custos comerciais, mas permitiu que muitas praticas desagradaveis ??acontecessem em uma escala maior. O segredo pouco mais sujo industrys e a extensao dos lucros de negociacao que os corretores ganham diretamente assumindo seus apostadores muggiest. Enquanto algumas plataformas atuam como corretores verdadeiros, outros sao mais parecidos com as casas de apostas. Theyre entendido para dividir seus comercios em o que e sabido na industria como A-livros e B-livros. O A-book descreve os comercios que o corretor recebe que sao passados ??para o mercado interbancario com o broker clipping um bilhete. O B-book alternativo consiste de negocios que o corretor nao passou para o mercado, mas assumiu em si. Por que os corretores assumir seus clientes Porque um 95 por cento estimado dos comerciantes de varejo estao pre-programados para falhar, o que significa que os corretores, em ultima analise, vencer por leva-los em vez de passa-los para o mercado. A existencia de alavancagem amplifica os movimentos nas posicoes dos clientes, tornando mais provavel que um stop-loss (ordem de venda obrigatoria) sera acionado, acelerando a perda inevitavel. E com corretores negociando contra seus clientes, eles podem possuir a capacidade de inclinar o jogo a seu favor. Isso inclui a insercao de taxas, como o custo de transporte, que os apostadores de varejo tem poucas chances de reconciliacao. Tambem tem sido sugerido que os corretores podem ampliar as ofertas de oferta para oferta, e faze-las momentaneamente, para acertar as paradas-perdas, forcando uma perda no cliente. O B-livro carrega riscos que um comerciante savvy grande apostara grande e ganhara, o que significa que as contas maiores sao deslocadas para o A-book, onde o corretor paga um negociante interbancario uma taxa. B-reserva e um assunto tabu e corretores sao rejeicao de admitir que eles se envolvem em apostas contra seus clientes. Mas insiders estao convencidos de que e uma parte integrante de varios dos modelos de negocios de corretores que exigiram que eles constantemente mercado para novos clientes. Cottage industria de negociacao de empresas analiticas Como evidencia de B-bookings prevalencia, uma industria caseira de trading analytics empresas surgiu para ajudar corretores identificar que os clientes tem ainda a menor ideia do que theyre fazendo. Eles sao entao transferidos para o A-book. Existem razoes pelas quais os mercados cambiais sao particularmente adequados ao modelo de corretagem varejista. E muita da logica jogou para fora na noite de quinta-feira passada. Os mercados de FX nunca dormem, o que significa que a subita disparada de precos que pode explodir corretores e seus clientes em outros mercados e rara. E por isso que o ex-executivo da Axi Trader e especialista em negociacao de moeda Quinn Perrot acredita que a alta alavancagem de ate 400 vezes em determinados pares de moedas nao e tao perigosa quanto parece. Os mercados de cambio tem alto poder de alavanca porque comercializam 24 horas por dia, o que geralmente evita o tipo de lacunas observadas entre o mercado proximo eo mercado aberto no mercado de acoes, disse ele. Mas, na quinta-feira, o franco suico ficou sem moeda na historia. Perrott diz que isso ocorreu porque os negociantes maiores tinham uma visao em que o franco deveria trocar sem a peg. Eles moviam instantaneamente seus precos de mercado para esse ponto, soprando perdas de parada de clientes de corretores. Para um comerciante com 400 vezes alavancagem, um movimento de 30 por cento resultou em uma perda de 1200 por cento. Tais perdas enormes, que excederam os saldos dos clientes por muitos multiplos, significaram que os grandes problemas estavam com os corretores. Alguns tiveram um blowout em dividas incobraveis ??ou fechado para fora seus negocios dos clientes em niveis diferentes a onde poderiam hedge as exposicoes. As perdas efetivamente explodiram o maior e terceiro maior corretor de varejo de forex e infligiram prejuizos multimilionarios para outros jogadores. Perrott diz que a ma gestao de riscos muitas vezes confinada aos advogados e a equipe de operacoes presa em um escritorio de canto causou o colapso dos corretores. Ele testou cenarios onde a peg foi levantada e rejeita a afirmacao de que o movimento suico foi um evento de choque negro cisne. O que estava faltando e que provavelmente nunca se sentaram com seus gerentes de risco e brain-stormed os potenciais knock-on efeitos. A fusao de alguns corretores offshore tambem levantou a questao controversa da segregacao do cliente. A Australia impoe restricoes rigorosas aos corretores de derivativos, mas, ao contrario de outros paises, permite que os corretores usem fundos de clientes como garantia. Sobre esta questao, os corretores locais e internacionais estao em conflito. O Forum de CFD da Australia, que consiste de grandes players globais como IG Markets e CMC pressionou os governos para introduzir segregacao de fundos de clientes. Outros corretores, como Pepperstone, afirmam que suportam a segregacao dos clientes, mas fazem excecoes as empresas estrangeiras que fazem lobby para mudancas nas regras em seu proprio territorio. Os riscos dos fundos de clientes congelados foram evidentes para os clientes locais quando o corretor global MF Global entrou em colapso em 2011. Encontrou-se em dificuldades tendo apostas fora de pista altamente alavancadas sobre as taxas de juros europeias. Isso e os eventos suicos sao lembretes de uma licao, mesmo os maiores jogadores muitas vezes esquecem: os perigos do comercio estao alem do que atende aos olhos. Artigo Original por Jonathan Shapiro: O que e um Livro A e B que corretores forex usar Forex trading e diferente de investir em acoes ou futuros, porque um corretor pode optar por negociar contra seus clientes. Este sistema usado por quotDealing Deskquot Market Maker corretores e conhecido como quotB bookingquot. QuotNo Dealing Deskquot ECNSTP brokers enviar todos os seus clientes negociacoes para o mercado real ou para os fornecedores de liquidez. Eles usam o sistema de reservas. No entanto, muitos corretores forex usam um modelo hibrido que usa um livro B para clientes que perdem dinheiro e um livro A para os clientes rentaveis. No contrato de futuros e mercados de acoes regulados, todas as transacoes sao enviadas para uma bolsa que confronta compradores e vendedores ordens classifica-los de acordo com o preco e tempo de chegada. O livro A - usado pelos corretores Forex ECN STP Os corretores ECNSTP usam um livro A, eles sao intermediarios que enviam ordens de negociacao de seus clientes diretamente para provedores de liquidez ou instalacoes de negociacao multilateral (MTFs). Esses corretores forex ganham dinheiro aumentando o spread ou cobrando comissoes no volume de pedidos. Portanto, nao ha conflitos de interesse, esses corretores ganham a mesma quantidade de dinheiro com os vencedores e os comerciantes perdedores. Este tipo de corretor de forex esta se tornando cada vez mais popular porque os comerciantes de forex sao tranquilizados pela ausencia deste conflito de interesse, bem como o fato de que esses corretores tem um incentivo para ter comerciantes rentaveis ??uma vez que irao aumentar os seus volumes de negociacao e, . O B Book - usado pelos corretores do Market Maker Os corretores de Forex que usam um B Book mantem suas ordens de clientes internamente. Eles tomam o outro lado de seus negocios de clientes, o que significa que os lucros dos corretores sao muitas vezes iguais as perdas de seus clientes. As corretoras sao capazes de gerenciar os riscos associados a realizacao de um livro B usando certas estrategias de gerenciamento de risco: hedging interno atraves da correspondencia de ordens opostas submetidas por outros clientes, variacoes de spread, etc. Como a maioria dos comerciantes de varejo perde dinheiro, O uso de um livro B e muito lucrativo para os corretores. E obvio que este modelo gera conflitos de interesse entre corretores e seus clientes. Os comerciantes rentaveis ??podem fazer com que esses corretores perdessem dinheiro. Os comerciantes estao frequentemente preocupados em estar sujeitos as taticas subjugadas de alguns corretores que buscam ser sempre rentaveis. E por isso que os corretores de Forex de mercado maiores usam um modelo hibrido que envolve a colocacao de negocios em um livro A ou em um livro B com base em perfis de comerciantes. O modelo hibrido A popularidade do modelo hibrido e compreensivel, pois permite que os corretores forex aumentem sua rentabilidade e sua credibilidade. Ele tambem permite que os corretores para ganhar dinheiro fora de comerciantes rentaveis, despachando suas ordens de negociacao para os fornecedores de liquidez. Para identificar com eficiencia os comerciantes rentaveis, bem como os nao rentaveis, os corretores forex possuem software que analisa as ordens dos clientes. Eles podem filtrar os comerciantes de acordo com o tamanho de seu deposito (a porcentagem de comerciantes vencedores aumenta significativamente para depositos acima de 10.000), a alavancagem utilizada, o risco assumido em cada comercio, o uso ou nao uso de paradas de protecao, etc. O hibrido O modelo nao e necessariamente uma coisa ruim para os comerciantes porque os lucros obtidos com os comerciantes que sao colocados no B Book permitem que os corretores hibridos oferecam a todos os seus clientes spreads muito competitivos, sejam lucrativos ou nao. A principal desvantagem deste sistema e que se um corretor hibrido nao gerenciar o risco do Livro B, ele pode perder dinheiro e, portanto, por em perigo a empresa.