Forex Turnover Data Rbi




Forex Turnover Data RbiDados da RBI em casa no volume de negocios forex indiano: 19 de dezembro a 23 de dezembro - Reuters Esta e uma discussao sobre os dados da RBI sobre o volume de negocios indiano do Forex: 19 de dezembro a 23 de dezembro - Reuters nos foruns da Forex News, parte dos dados do RBI da categoria FXD no forex indiano Volume de negocios: 19 de dezembro a 23 de dezembro Reuters Rajkot Oilseed Complex Open - 02 de janeiro Edible. Dados do RBI sobre o volume de negocios forex indiano: 19 de dezembro a 23 de dezembro - Reuters Cadastre-se agora no nosso forum de forex para esconder esses anuncios - e gratuito e rapido Data de entrada: dezembro de 2008 Dados do RBI sobre o volume de negocios forex indiano: 19 de dezembro a 23 de dezembro - Reuters RBI Dados sobre o volume de negocios forex indiano: 19 de dezembro a 23 de dezembro Reuters Rajkot Oilseed Complex Open - 02 de janeiro Os precos do petroleo comestiveis foram misturados nas negociacoes iniciais. Os precos do oleo de amendoim diminuiram devido a demanda restrita dos retalhistas. Palm olien confirmou devido a oferta fina. Chegadas de hoje - Frutas, em sacos de 35 kg: 0. Usuarios atualmente ativos Visualizando este topico: 1 (0 membros e 1 convidado) Voce nao pode postar novos topicos Voce nao pode postar respostas Voce nao pode colocar anexos Voce nao pode editar suas postagens Todos horarios sao GMT 1. A hora atual e 06:53 PM . SEO by vBSEO 3.2.0 copy2008, Crawlability, Inc. Gurumoorthy Mahalingam: alguns pensamentos sobre os mercados cambiais na India Discurso principal do Sr. Gurumoorthy Mahalingam. Diretor Executivo do Banco de Reserva da India, na Cimeira do Tesouro da India, Mumbai, 25 de fevereiro de 2015. A contribuicao de Shri Anand Prakash, Diretor, Departamento de Operacoes de Mercados Financeiros na preparacao do discurso e reconhecida com gratidao. Introducao E realmente um prazer para mim estar aqui na Cupula do Tesouro da India para compartilhar minhas ideias sobre o mercado de cambio estrangeiro indiano. Este forum fornece uma plataforma importante para a interacao entre os tesoureiros corporativos, os profissionais de financas e os participantes do mercado e esta sendo realizada em um momento em que o mundo financeiro esta acometido de incertezas quanto as perspectivas de crescimento economico, precos de petroleo e commodity e posicoes de politica monetaria das principais economias . Dada essa incerteza como pano de fundo, gostaria de abordar algumas questoes-chave que afetam o desenvolvimento dos mercados cambojanos indianos. O mercado de divisas indiano percorreu um longo caminho. O mercado de cambio na India desenvolveu-se significativamente na era pos-reformas, apos a transicao em fases de um regime cambial fixo para um regime cambial determinado no mercado em 1993 e a posterior adocao da conversibilidade da conta corrente em 1994. Com a abolicao do sistema liberalizado de gestao da taxa de cambio (LERMS) em 1993, a taxa de cambio da rupia tornou-se determinada pelo mercado. Houve um aumento significativo tanto na profundidade quanto na liquidez no local, bem como segmentos de mercado a prazo, o que poderia ser avaliado a partir do aumento do volume de negocios diario medio do mercado forex de aproximadamente US $ 16 bilhoes em 2005-06 para quase US $ 55 bilhoes em 2014-15 ate agora. A profundidade do mercado de cambio tambem pode ser avaliada a partir do fato de que a oferta oferecida se espalhou em par USD-INR e bastante restrita agora. No contexto da integracao do mercado financeiro indiano com os mercados internacionais, a abordagem do Reserve Bank of India para o desenvolvimento do mercado foi a de um gradualismo cauteloso, informado pela experiencia de outros paises desenvolvidos e em desenvolvimento. Mesmo dentro das restricoes impostas por uma abordagem gradual, o Reserve Bank e o Governo da India tomaram varias medidas que incluem a liberalizacao progressiva dos fluxos de capital, o aumento calibrado dos limites de investimento para Investidores Institucionais Estrangeiros (FIIs) em divida publica e corporativa, introducao de Qualified Investidor estrangeiro (QFIs) como uma classe de investidores separada, expansao do menu de instrumentos de gerenciamento de riscos, etc. O sistema de gerenciamento de riscos adequado e outra questao de extrema importancia, quando foram feitos progressos significativos. A criacao da Clearing Corporation of India, que iniciou suas operacoes em 2003, ajudou a melhorar significativamente a eficiencia e a seguranca do sistema de liquidacao para o mercado do governo, mercado monetario e forex. No que diz respeito aos produtos derivados de venda livre (OTC), avancos significativos foram realizados no passado recente. Em 2012, o repositorio de comercio tornou-se operacional na India, quando o Reserve Bank of India informou que as negociacoes transversais em operacoes de cambio e derivados de taxa de juros entre os fabricantes de bancos e bancos e seus clientes devem ser reportadas na plataforma CCIL, sujeitas a um acordo mutuamente acordado Protocolo de confidencialidade. O acordo de relatorio que abrange os negocios de derivativos cambiais OTC entre bancos de revendedores autorizados e seus clientes ja foi totalmente operacionalizado. Movimentos do mercado Forex As condicoes do mercado forex geralmente permaneceram ordenadas com episodios intermitentes de volatilidade nas ultimas duas decadas por fatores externos ou internos ou uma combinacao de ambos. Os movimentos do dia-a-dia na taxa de cambio da rupia sao determinados pelo mercado, ou seja, determinados pelas forcas de demanda e fornecimento. A abordagem da India para o gerenciamento da taxa de cambio foi evitar a volatilidade sem atingir qualquer nivel. A experiencia dos EME, em geral, nas ultimas duas decadas, destacou a crescente importancia dos fluxos de capital na determinacao dos movimentos cambiais em relacao aos fluxos comerciais nos anos 80 e anteriores. Uma questao de importancia primordial neste contexto e a volatilidade dos fluxos de capital para as EME, incluindo a India. No rescaldo da crise financeira global de 2008 e, mais recentemente, apos o testemunho do presidente Bernankes em maio de 2013 sobre a possibilidade de flexibilizacao quantitativa (QE) diminuir, a gestao da volatilidade cambial em EMEs como a India tornou-se mais desafiadora, no fundo do capital volatil Fluxos. Resposta das Indias aos birras conicos Como mencionei acima, a India, como a maioria das outras EMEs, enfrenta os desafios associados aos fluxos de capital volateis e e suscetivel a mudancas no apetite de risco dos investidores internacionais devido a desenvolvimentos externos completamente exogenos ao que acontece no pais . Isso foi amplamente demonstrado durante o episodio de febre aveludada de maio a agosto de 2013. A mera sugestao do presidente Bernanke sobre a possibilidade de uma reducao precoce do QE levou a um exodo pelas FII, especialmente no segmento da divida. A rupia entrou em uma queda e depreciou-se acentuadamente em mais de 19 por cento, atingindo um minimo historico de 68.85 em 28 de agosto de 2013. Naturalmente, os fundamentos macroeconomicos fracos da Indias, especialmente o alto deficit de conta corrente, que existiu entao, exacerbaram a situacao . Para frustrar a depreciacao brusca e excessiva da rupia, a India recorreu a uma combinacao de medidas de politica, incluindo a intervencao no mercado cambial, aperto monetario atraves da reducao no acesso do banco a facilidade de ajuste de liquidez (LAF), aumento da taxa do mecanismo permanente marginal (MSF) E aumento nos requisitos minimos de manutencao do Razao de Reserva de Dinheiro (CRR), juntamente com outras medidas de politica, como restricoes de importacao de ouro, janela especial de troca de dolares para empresas petroliferas de PSU, janela de permuta de concessao especial para atrair depositos de FCNR (B), aumento de Limite de emprestimos no exterior dos bancos, impedindo os bancos de negociar de forma exclusiva em opcoes cambiais de futuros de divisas, etc. Alem disso, o limite de investimento da FII na divida publica foi aumentado em US $ 5 bilhoes para US $ 30 bilhoes em junho de 2013 para atrair maiores entradas. Desenvolvimentos positivos durante o periodo de 2014 a 15 de concessao de emprestimos a Rupia. As varias medidas tomadas pelo Banco de Reserva em conjunto com o Governo da India ajudaram a restaurar a estabilidade no mercado cambial com a rupia recuperando a maior parte de suas perdas em setembro a outubro de 2013. A Rupia Exibiram maiores movimentos de duas vias durante 2014 devido as entradas sustentadas da FII, especialmente no segmento da divida. Em comparacao com as principais moedas, bem como com alguns dos outros paises emergentes, a Rupia Indiana apresentou maior estabilidade nos ultimos meses. Fatores positivos, incluindo entradas continuas de FII nos mercados domesticos de divida e divida (cerca de US $ 39,3 bilhoes em 2014-15 ate agora), fluxos sustentados de IED, estabilidade politica, consolidacao fiscal (menor objetivo de deficit fiscal de 4,1 por cento do PIB em 2014-15 Vis - - vis realizou deficit fiscal de 4,5% do PIB no ano anterior), continuacao das medidas de reforma pelo novo governo do Centro, reducao significativa no deficit de conta corrente durante o primeiro semestre do presente exercicio (1,9 por cento Do PIB), a melhoria dos parametros macroeconomicos, como a inflacao do IPC (5,1 por cento em janeiro de 2015) eo crescimento do PIB (7,4 por cento entre abril e dezembro de 2014, de acordo com a nova metodologia) contribuiram para a estabilidade da rupia. As reservas de divisas da India tambem aumentaram significativamente em 2014-15 ate agora e atingiram um maximo historico de cerca de US $ 333 bilhoes em 13 de fevereiro de 2015. Experiencias recentes, especialmente apos a crise financeira global, sugerem que grandes reservas no caso de As economias de mercado emergentes (EME) s como a India com deficit de conta corrente sustentado atuam como um amortecedor e ajudam a enfrentar o impacto de subitos atrasos nos fluxos de capital, especialmente durante o periodo de crise. Anteriormente, ter grandes reservas foi considerado um desperdicio devido a custos quase fiscais, mas a crise financeira global levou a um debate renovado sobre a adequacao das reservas, ja que as EMEs com grandes reservas podem enfrentar a crise relativamente melhor, levando ao pensamento atual de que os beneficios de Manter maiores reservas supera os custos, especialmente no caso de EMEs como a India. Alem disso, o forte movimento descendente nos precos das commodities importadas, especialmente os precos do petroleo bruto, tambem impulsionou o sentimento do mercado e contribuiu para a resiliencia da rupia nos ultimos meses. A estabilidade demonstrada pela taxa de cambio da rupia nos ultimos meses, apesar da conclusao do processo de reducao de QE pela Reserva Federal em outubro de 2014, reflete a confianca aprimorada dos investidores globais na economia indiana. Em geral, os mercados financeiros na India, ao contrario dos mercados financeiros globais, apresentaram maior estabilidade e resiliencia. As perspectivas para os fluxos de carteira externa para a India tambem permanecem bastante positivas em 2015, ja que a India esta bem colocada vis-visvisse seus pares em funcao dos fatores positivos mencionados acima e continua sendo um destino de investimento atraente. Alem disso, ao contrario dos paises exportadores de commodities como a Russia, a India deve ganhar substancialmente com a queda acentuada dos precos do petroleo bruto atraves da melhora no deficit da balanca corrente, queda na inflacao, reducao da carga fiscal em funcao do subsidio do petroleo, etc. Todos esses fatores contribuiriam Para garantir condicoes estaveis ??no mercado nacional de divisas em 2015. A normalizacao da politica monetaria dos EUA e o fraco crescimento global representam um risco significativo No entanto, o potencial de volatilidade ainda permanece, que emanam principalmente de fatores externos. Apesar das melhorias significativas nos fundamentos macroeconomicos e as perspectivas globais da economia indiana, conforme descrito acima, o impacto do impacto da volatilidade dos mercados financeiros globais para a India poderia ser perturbador, especialmente quando a normalizacao da posicao da politica monetaria dos EUA comeca com o inicio do aperto Do ciclo da taxa de juros nos EUA em 2015 e alem. O dolar norte-americano ja se apreciou significativamente contra a maioria das principais moedas da EME no periodo recente, com o indice de dolar subindo acentuadamente a partir do segundo semestre de 2014, levando pistas da divergencia nas politicas monetarias seguidas pelos principais bancos centrais, juntamente com Mudancas nas perspectivas economicas. Enquanto os EUA diminuiram completamente sua QE, a Zona do Euro e o Japao recorreram cada vez mais a QE para sustentar suas economias contra o pano de fundo do crescimento vacilante, levando a depreciacao de suas moedas. A volatilidade do mercado em muitos EME aumentou. Na verdade, a rupia indiana permaneceu relativamente estavel em meio a volatilidade em outros mercados. No entanto, o aperto das taxas de juros pelo Fed dos Estados Unidos, em 2015, pode levar a uma reafectacao das carteiras da FII longe dos EMEs para os EUA devido as melhores perspectivas de crescimento da economia dos EUA. No entanto, e improvavel que o episodio de birra conico seja repetido desta vez, ja que os mercados ja levaram em conta o possivel aperto das taxas de juros dos EUA, e inevitavel uma certa volatilidade nos mercados cambiais da EME. Os riscos tambem decorrem de um periodo prolongado de crescimento global fraco, o que poderia prejudicar as exportacoes indianas. Embora o crescimento global possa receber um pouco de incumprimento do declinio dos precos do petroleo, isso pode ser amplamente compensado por fatores negativos como o declinio no investimento associado a perspectivas de crescimento a medio prazo. Os paises exportadores de petroleo enfrentam vulnerabilidades externas e de balanco reforcadas devido a queda acentuada dos precos do petroleo. A estagnacao e a baixa inflacao continuam a ser uma preocupacao na area do euro e no Japao e as tensoes geopoliticas continuam a permanecer altas. Os recentes desenvolvimentos na Grecia acrescentaram uma nova dimensao de incerteza ao euro. A China tambem esta enfrentando uma desaceleracao significativa no impulso do crescimento e as perspectivas para EME tambem permanecem fracas. Assim, as perspectivas de crescimento global incertas representam riscos significativos para a estabilidade dos mercados financeiros indianos. Uma inversao subita nos precos das commodities, especialmente os precos do petroleo bruto, poderia aumentar a volatilidade nos mercados financeiros indianos, especialmente no mercado cambial. Assim, dadas as incertezas, faz com que um banco central da EME pareca que o RBI possui ferramentas suficientes no seu conjunto de ferramentas e use-as de forma pro-ativa. A exposicao corporativa nao coberta continua a ser um grande fator de risco. A exposicao a moeda estrangeira nao coberta de empresas continua a ser um fator de risco importante para EMEs como a India. As empresas em muitos EME aproveitaram as condicoes financeiras globais benignas para aumentar seus emprestimos e alavancas no exterior. Em um documento de trabalho recente, o Bank for International Settlements (BIS) tracou uma forte relacao entre o aumento do diferencial de rendimento e o crescimento do credito USD offshore (tanto em termos de credito bancario como emissoes de obrigacoes em dolares) de empresas nao bancarias fora do NOS. O excelente credito em dolares norte-americanos para mutuarios nao bancarios fora dos EUA saltou de US $ 6 trilhoes para US $ 9 trilhoes desde a crise financeira global. Isso poderia expor as empresas em EMEs com grande exposicao forex a taxas de juros significativas e riscos cambiais, a menos que essas posicoes estejam adequadamente protegidas. A maior exposicao corporativa poderia, por sua vez, aumentar as vulnerabilidades tanto para os bancos locais quanto para o sistema financeiro de forma mais ampla. Os choques de juros ou taxas de cambio podem gerar lacos de feedback adversos, especialmente se os riscos de credito impediram a rolagem do financiamento existente no banco ou no mercado de titulos. Um ponto de conforto para a India e que as empresas indianas nao contribuem significativamente para essa exposicao aumentada (basicamente por causa das medidas macro prudenciais implementadas na India), no entanto, se uma onda de padroes corporativos acontecer em outras EMEs, isso pode levar a Algum impacto em cascata na India e seus mercados financeiros. Penso que, no contexto de um aperto iminente dos ciclos de taxas de juros dos EUA, e ha indicacoes suficientes a este respeito, ha uma necessidade urgente por parte das empresas de melhorar suas praticas de gerenciamento de riscos, a fim de impedir a possibilidade de grandes perdas em O evento de desenvolvimentos inesperados. Neste contexto, a cobertura da exposicao cambial pelas empresas assume um significado primordial. Enquanto os lucros do tesouro sao atraentes, nao deve se tornar uma paixao que consome grande, expondo as empresas a riscos inaceitaveis. Todas as empresas precisam formular uma politica de hedge bem deliberada e garantir uma adesao rigorosa a ela. O RBI tem sensibilizado o sistema empresarial e bancario sobre a necessidade de hedging e elaborou regulamentos apropriados no periodo recente, mas e mais importante que as empresas tomem estas exortacoes a serio e atuem em conformidade. Aparentemente, existe algum equivoco de que a RBI sempre se apoiara contra o vento em caso de depreciacao acentuada da rupia, mas isso nem sempre pode ser verdade. Os bancos tambem precisam atuar com fator nesses riscos ao mesmo tempo em que concedem credito as empresas e as empresas de hedge devem ser encorajadas a reduzir os riscos. Caminhada para a frente Grande internacionalizacao da rupia A India tem buscado uma abordagem calibrada para a liberalizacao da conta de capital e uma conta de capital mais liberalizada exigiria um mercado de divisas profundo e liquido com uma grande variedade de instrumentos, especialmente instrumentos de hedge, para reduzir a volatilidade resultante dos grandes fluxos de capital. O desenvolvimento adicional do mercado de forex assume maior significancia, no contexto de uma maior internacionalizacao da rupia no futuro, a medida que a forca economica das Indias aumenta. O governador Rajan em seu comunicado ao assumir o cargo em 4 de setembro de 2013 declarou o seguinte sobre a internacionalizacao da rupia: a medida que nosso comercio se expande, iremos pressionando por mais liquidacao em Rupias. Isso tambem significara que teremos que abrir nossos mercados financeiros mais para aqueles que recebem rupias para investir de volta. Pretendemos continuar o caminho da liberalizacao constante. No contexto da intensa volatilidade da taxa de cambio testemunhada durante 2013, a promocao do faturamento do comercio em moeda nacional, que ate agora nao tem sido muito bem-sucedida, precisa ser impulsionada. Os bancos e outras partes interessadas tem que explorar ativamente as oportunidades de divulgacao do faturamento no INR em um ambiente quando os investidores globais parecem ter um apetite interminavel por ativos baseados em Rupia. Reduzindo o interesse no mercado NDF atraves da liberalizacao de futuros de divisas O Mercado de Rupia Nao Entregavel e um sintoma de crescente participacao internacional em uma moeda que nao e totalmente conversivel. A crescente importancia da India na economia global levou a um crescente interesse pela rupia. Assim, o interesse na rupia junto com a existencia de controles de capital no mercado onshore levou ao desenvolvimento de um mercado de rupias offshore, principalmente em Cingapura, Dubai, Londres e Nova York. No futuro, e imperativo tentar trazer as atividades offshore onshore, na medida do possivel, para aprofundar os mercados domesticos e, assim, aumentar os beneficios de gotejamento. Como voce sabe, a RBI tomou uma serie de passos no passado recente para liberalizar o mercado de futuros cambiais para evitar a necessidade do mercado NDF. Isso pode ajudar a trazer alguns participantes offshore onshore e reduzir a dependencia de tais participantes no mercado offshore. Melhor alinhamento entre OTC e mercados negociados em bolsa para futuros de divisas No caso do mercado de futuros de divisas na India, devido a natureza liquidada em dinheiro das transacoes realizadas nas bolsas com nenhum requisito obrigatorio para entrega, ha uma area de jogo nao-igualitaria entre o OTC E os mercados negociados na bolsa. Existe uma necessidade de alinhamento regulatorio entre o OTC e os segmentos negociados em bolsa do mercado de futuros de divisas. Em geral, entende-se que os futuros cambiais negociados em bolsa, em vez de serem usados ??pelo setor real, sao principalmente impulsionados por interesses especulativos. Atualmente, o mercado de troca de liquidez em bolsa e limitado a muito curto prazo. Se esses produtos devem ser posicionados como produtos de hedge crediveis, entao a liquidez deve se estender para alem do curto prazo. Essas questoes precisam ser abordadas para o desenvolvimento de um mercado de derivativos de moeda profunda e liquida para cobertura de riscos cambiais. Uso de opcoes Embora exista crescente interesse entre os usuarios finais no uso de opcoes de moeda, muitos bancos na India expandiram sua experiencia nesta area e a atividade de opcao permanece confinada a apenas alguns bancos. Isso evita o desenvolvimento de um mercado de opcoes ativo. E necessario que os bancos aprimorem os conjuntos de habilidades necessarios neste produto que chamou a atencao dos usuarios finais. Embora isso de um impulso ao desenvolvimento do mercado, as necessidades de hedging dos usuarios finais tambem serao atendidas em um ambiente mais competitivo. Liberalizacao dos limites de posicao aberta liquida (NOPL) dos bancos Outra area importante sao os limites de posicao aberta liquida (NOPL) dos bancos. As grandes posicoes de Forex abertas tem implicacoes de risco sistemico e precisam ser monitoradas de perto. No entanto, o relaxamento nesses limites e essencial para aprofundar o mercado cambial, uma vez que uma restricao excessiva a especulacao dificulta o desenvolvimento do mercado. Assim, um bom equilibrio deve ser mantido entre a necessidade de minimizar riscos e aprofundar o mercado cambial na India. Os dados coletados pela RBI revelam que, pelo menos nos ultimos meses, os bancos tem pontos de vista bi-direcionais saudaveis ??sobre a Rupia (em contraste com o vies unidirecional geral), que ajudaram a promover mercados saudaveis. Polling para benchmarks financeiros RBI ja estabeleceu um programa para transferir para benchmarks financeiros baseados em comercio a partir de um sistema baseado em votacao de forma gradual e nao disruptiva. Nos ultimos meses, picado pelas acoes regulatorias no exterior, muitos bancos demonstraram muita renuencia em participar do processo de votacao na India. E necessario reconhecer e ter em mente que o movimento de um sistema baseado em votacao para o sistema baseado em comercio e um processo cuidadosamente calibrado e nao pode ser acelerado ao custo de interromper o sistema. Por conseguinte, e necessario, no interesse da integridade do mercado, que os jogadores ativos continuem a participar do processo de votacao ate que o sistema alternativo esteja no bom caminho. Observacoes finais No futuro, o desenvolvimento do mercado cambial inclui a introducao de mais instrumentos, em especial produtos derivados, o alargamento da base de participantes, regulamentos compativeis com os modernos sistemas de gestao de riscos e melhor atendimento ao cliente. Alem disso, e necessario aumentar a liquidez nos produtos de hedge de longo prazo. O desenvolvimento de mercados de produtos de hedge de longo prazo e necessario para reduzir o risco no sistema. O uso da infra-estrutura de pagamento e liquidacao mais avancada no mercado forex e necessario, juntamente com a melhoria em outras infra-estruturas de mercado. As reformas no mercado de cambio continuarao a ser um processo em curso e terao de ser harmonizadas com o ambiente macroeconomico em evolucao e as necessidades da economia real, bem como o desenvolvimento de outros segmentos do mercado financeiro, em particular o dinheiro, A equidade e os mercados de valores do governo. Obrigado pela sua atencao.